Sombra CoverGirl Tapestry Taupe

Sombra CoverGirl Tapestry Taupe

Tenho usado cores neutras nos olhos cada vez mais frequentemente. A facilidade de fazer looks harmoniosos e o fato de combinarem com absolutamente qualquer ocasi√£o fizeram meu interesse por sombras em cores neutras crescer. (Justificativa barata para poder comprar mais maquiagem ūüėČ)
Uso sombra praticamente todos os dias para trabalhar. Adoro sair de casa com uma maquiagem bonitinha! E daí que depois da Naked 2, a sombra neutra que mais tenho usado disparado é a Tapestry Taupe da CoverGirl!
Lindas, as sombras taupe misturam cinza e marrom para chegar numa cor meio indefinida. Cor de rato, como algumas meninas costumam dizer.  Esta da CoverGirl é uma das mais recomendadas e apesar de ter bastante sombra gostei muito desta!

A Tapestry Taupe vem em embalagem unitária bem resistente. Levo a minha para todo lugar dentro da necessaire e até agora tudo ok!
A textura da sombra √© bem macia, mas n√£o chega a ser esfarelenta. Tem brilho, mas √© uma cintil√Ęncia bonita, nada que n√£o permita usar durante o dia.

Nesta foto abaixo d√° para ter uma ideia da cor que mistura marrom e cinza.
Nas outras duas fotos, coloquei lado a lado, uma tirada com flash e outra sem flash.

A pigmentação da Tapestry Taupe é muito boa e como sempre uso um primer de olhos antes de aplicar a sombra não sei dizer sobre a durabilidade dela sem primer. Custo-benefício excelente!

Uma pena que não tem CoverGirl aqui no Brasil, porque lá fora essa é uma marca de farmácia bem acessível que tem itens bem interessantes. Por aqui acho meio difícil encontrar sombras nesse tom entre as marcas nacionais.
Se você usa maquiagem para trabalhar ou trabalha como maquiadora ou simplesmente gosta de sombras neutras  recomendo muito a Tapestry Taupe. E você já usou essa sombra ou outras com essa cor? Me conta!

Boa semana!

SEGUNDA-FEIRA, 11 DE FEVEREIRO DE 2013

Tenho viajado muito nos √ļltimos meses por conta do trabalho em outra cidade. Apesar de cansativo consigo dizer que ficar horas dentro do avi√£o ou √īnibus tem um ponto positivo: leituras e mais leituras! Finalizei v√°rios livros e j√° comprei muitos outros! Por isso aqui vai uma resenha dupla.

Trilogia Jogos Vorazes:

Imagem: reprodução.

Ganhei a trilogia do marido e diante de tanto alvoro√ßo li os 3 rapidinho. At√© contei aqui que estava meio assustada com o desenrolar da hist√≥ria na metade do primeiro livro…e meu susto n√£o passou! A autora Suzanne Collins escreve bem, a leitura √© √°gil e prende a aten√ß√£o, mas… n√£o gostei.
A hist√≥ria √© demasiado cruel e apesar de tanto sucesso (confesso que n√£o entendi o porqu√™) ler tr√™s livros sobre um “jogo” em que crian√ßas/adolescentes matam uns aos outros n√£o foi uma boa experi√™ncia. Mortes, mutila√ß√Ķes e guerra em excesso me deixaram cansada. Li at√© o fim mais porque n√£o gosto de abandonar leituras assim (olha a pessoa com TOC!) do que porque queria saber o final.
O segundo livro foi especialmente ruim de ler, como d√° para imaginar “Em Chamas” √© onde a carnificina vai mais longe.
Pode até ser interessante ver ideias diferentes e pensar em temas ainda não pensados, mas Jogos Vorazes vai um pouco longe demais no quesito violência, na minha opinião. Honestamente não recomendo, ainda mais se você gosta de ler para relaxar ou ter um passatempo tranquilo.

Ainda não vi o filme. Se você já viu e quiser compartilhar nos comentários fique à vontade!

Os Desejos da Bela Adormecida:

Imagem: reprodução

Esse também faz parte de uma trilogia em que se seguem: A Punição da Bela e A Libertação da Bela.

Trata-se de uma trilogia er√≥tica escrita na d√©cada de 80 por Anne Rice, ou seja, muito antes dos 50 Tons de Cinza. Ali√°s foi por causa deste √ļltimo que comprei “Os Desejos da Bela Adormecida”: de tanto ouvir falar de 50 Tons de Cinza queria ler algo nesse sentido, mas queria algo mais genu√≠no, por assim dizer. N√£o que 50 Tons n√£o seja bom ( ainda n√£o li), mas ouvi poucas cr√≠ticas realmente entusiasmadas sobre ele. O que vi foi muito alarde e pessoas com esse livro por todos os lados, mas no geral, as pessoas com quem conversei n√£o se mostraram muito satisfeitas.
Por conta disso, pesquisei e acabei com esta trilogia pouco convencional da Bela Adormecida.

Anne Rice vai fundo em descri√ß√Ķes de BDSM e mexe com os valores, cren√ßas e princ√≠pios dos seus leitores. A autora n√£o tem medo de chocar e √© exatamente isso que o livro faz.
Estou lendo o segundo livro da cole√ß√£o e em muitos momentos pensei em abandonar a leitura por sentir as emo√ß√Ķes e sofrimentos da personagem, mas √© imposs√≠vel. A hist√≥ria √© t√£o original (pelo menos para mim) que √© imposs√≠vel abandonar o livro por mais de alguns poucos dias. A vontade de saber at√© onde vai a ousadia da autora √© incontrol√°vel. Anne Rice inicia com o conto dA Bela Adormecida, mas logo nas primeiras p√°ginas a famosa historinha toma rumos inimagin√°veis. Recomendado para quem gosta de emo√ß√Ķes fortes e n√£o tem medo do que uma mestre em descrever rituais er√≥ticos pouco convencionais tem a dizer. Ali√°s a pr√≥pria capa do livro, que traz ao fundo um espartilho de couro preto e uma orqu√≠dea simbolizando algo mais n√£o deixa d√ļvidas de at√© onde vai as novas aventuras da Bela.

E você já leu algum desses livros?
Estou lendo mais uns dois ou três e assim que possível posto as devidas resenhas!

Update liter√°rio!

SEGUNDA-FEIRA, 21 DE JANEIRO DE 2013

Look usando a Naked!

Contei no post anterior que a Naked 2 tem uma sombra taupe maravilhosa, a Pistol. As sombras taupes normalmente s√£o bem interessantes porque misturam cinza com um pouco de marrom claro e formam aquela cor de rato linda! Amo ao cubo como diria Marina do 2beauty. √Č uma cor bonita para fugir do marrom de todo dia.
A Pistol é bem assim, mas é mais cinza, mas sem ser prata, que eu não gosto nem um pouco.
Fiz um make bem simples usando a Pistol como centro das aten√ß√Ķes. Confere s√≥:
Look esfumado simples com a Naked2. Detalhe para o cabelo rebelde ūüėČ
Comecei limpando a pele do rosto e aplicando um hidratante. Gosto muito do Damatically Different Moisturizing em gel da Clinique que hidrata bem a pele, mas sem pesar.
Enquanto espero a pele absorver totalmente o hidratante aplico um primer de olhos sobre toda a pálpebra, para que a sombra dure bastante sem acumular nas dobrinhas da pálpebra.
Em seguida aplico a base em todo o rosto, dando mais atenção onde é necessário mais cobertura, como é o meu caso que tenho muitas marcas de acne. Antes de aplicar o pó, e aqui vai uma dica legal, faço os olhos, ou seja, aplico todas as sombras logo depois da base e caso aconteça de cair sombra nas maçãs do rosto consigo limpar e reaplicar a base onde for necessário, o que seria impossível de fazer se você já tivesse aplicado o pó, que jamais pode receber produtos líquidos ou cremosos por cima!
Fiz os olhos usando a Pistol em toda a pálpebra e iluminei o canto interno e logo abaixo das sobrancelhas com alguma sombra clarinha da Naked 2. Também escureci levemente o canto externo dos olhos com a sombra preta da mesma paleta.
Delineei a raiz dos c√≠lios inferiores e superiores com l√°pis preto e apliquei bastante m√°scara. A linha d’√°gua eu delineei com l√°pis marrom para n√£o carregar demais.
Nos l√°bios um batom rosa mate.
Detalhe dos olhos
Segue a lista do que usei:
Gostei bastante do resultado e tenho usado muito looks mais neutros depois que comprei a Naked2. S√£o f√°ceis de fazer e ficam lindos.
Estou apaixonada pelo Please Me! Os batons mate realmente são incríveis, duram muito nos lábios! Adoro! Prometo fazer resenha mais detalhada.
Beijos e boa semana!
PS: tenho usado muito também outra sombra taupe linda: a Tapestry Taupe da Cover Girl! Vou fazer resenha dela também!

SEGUNDA-FEIRA, 31 DE DEZEMBRO DE 2012

Sobre a Naked 2

As paletas da Urban Decay s√£o tudo o que uma makeupholic deseja: as sombras s√£o umas das melhores do mundo, o design √© sempre inovador e a sele√ß√£o de cores tamb√©m costuma ser certeira. O √ļnico ponto negativo, por assim dizer, √© o pre√ßo. Mesmo l√° fora as paletas n√£o s√£o baratas.
Foi por isso que pesquisei bastante antes de comprar uma Naked. Depois de ver muitos reviews e swatches optei pela segunda vers√£o, que tem uma sele√ß√£o de 12 cores “neutras” mais frias que¬†sua irm√£ mais velha, Naked.
Comprei a minha com a Lu do Mulher Sem Photoshop, que é uma fofa e mandou tudo certinho. Apesar de já ter certa experiência com compras internacionais confesso que tenho receio de comprar itens mais caros de maquiagem em sites gringos, porque sempre existe o risco de sua mercadoria ser extraviada ou chegar danificada devido à longa viagem.
Sobre a paleta: a Naked 2 tem 12 sombras, sendo 3 mates e 9 com brilho, um pincel duplo de cerdas sint√©ticas e um mini gloss. A sele√ß√£o de cores me agradou bastante e um dos pontos fortes nessa paleta, pelo menos para mim, √© que ela possui algumas cores diferentes, apesar de ainda sim serem “neutras” (quero dizer que ficam bem em qualquer ocasi√£o e provavelmente em qualquer tom de pele).
A Pistol, por exemplo, que é uma das minhas favoritas, é um taupe lindíssimo. A Chopper é um pêssego rosado com bastante brilho e também é muito bonita. A YDK também é um rosinha incrível.
As sombras iluminadoras da Naked 2 s√£o excelentes, lindas e ultra-finas. Ali√°s essa √© uma caracter√≠stica das sombras Urban Decay: muito macias e nada “p√≥zentas”. A Blackout √© o preto mate mais escuro e pigmentado da minha cole√ß√£o. Enfim, todas as sombras s√£o absolutamente us√°veis e permitem varia√ß√Ķes infinitas de smokey eyes.
A √ļnica sombra que na minha opini√£o faltou nessa paleta √© um tom de marrom m√©dio a escuro mate ou acetinado. Um tom de marrom assim, como a Cinabar da Mary Kay, d√° uma super ajuda para fazer transi√ß√Ķes de cores ou mesmo marcar o c√īncavo de maneira mais natural. A Tease √© clara demais para fazer isso e a Snakebite j√° tem bastante brilho. √Č claro que d√° para fazer looks lindos sem usar sombras auxiliares, mas um tom assim s√≥ deixaria a paleta complet√≠ssima.
Bootycall, Pistol, YDK, Busted e Blackout, respectivamente.
O pincel, que tem a ponta de aplicar sombra e de esfumar quebra o galho numa emerg√™ncia, mas n√£o √© excelente n√£o. Especialmente o lado de aplicar sombra √© firme demais e n√£o facilita o trabalho de depositar a sombra na p√°lpebra sem fazer sujeira. O lado de esfumar √© melhorzinho e o √ļnico que ainda tenho usado.
A embalagem da Naked 2 é de metal resistente e tem um espelho enorme que dá para usar tranquilamente. A Naked 2 é bastante segura para levar em viagens. Não abre fácil e deixa as sombras bem protegidas. O tamanho também é ok.
Resumo da ópera: comigo rolou um certo víciozinho na Naked 2 e por uns bons meses mal tocava em outras paletas e sombras neutras. As sombras são tão lindas, de qualidade tão boa e tudo ali à mão que acabei deixando outras de lado, ou seja, a paleta é cara mas acaba valendo o investimento porque não vai ficar encostada. Sombras coloridas são legais e gosto de usá-las de vez em quando, mas sombras neutras são essenciais, vão do trabalho à festa de gala sem problemas, então penso que se for para investir vale escolher investir numa paleta de sombras neutras do que em uma de sombras coloridas e para isso a Naked 2 é uma ótima opção!
E você já testou essa paleta?
N√£o fiz swatch de todas as cores de sombra porque j√° exitem centenas de posts assim, mas para quem quiser aqui est√° o review completo da Temptalia.
E 2012 já se foi! O tempo tem passado tão rápido que fico assustada. O blog já tem mais de um ano e quando vejo os primeiros posts nem acredito como tinha coragem de publicar aquelas fotos mais ou menos! O tempo passa, a gente cresce, traça novas metas, reavalia nossa vida, mudam alguns valores e algumas coisas que achávamos importantes talvez não sejam mais e outras que nem dávamos atenção acabam virando prioridade.
E isso √© bom. Quando vejo o quanto o blog mudou n√£o posso evitar de ver tamb√©m o quanto eu mudei. √Č gostoso fazer esse exerc√≠cio. Se voc√™ ainda n√£o fez vale a tentativa.
Feliz Ano Novo e que possamos fazer 2013 ainda melhor! ūüėČ

SEXTA-FEIRA, 16 DE NOVEMBRO DE 2012

Batom “novo”!

Desde o Project 10 Pan, que foi muito bem, obrigada! (quase acabei com tudo!), que estou comprando cada vez menos. Apesar de eu continuar apaixonada pelo mundo da maquiagem em geral estou treinando para ser forte. E não dá para ser forte comprando absolutamente tudo que dá vontade. O mercado está aí cheio de infinitas novidades e cabe a nós sermos conscientes suficiente, não só do quanto temos disponível no banco, mas também da necessidade que temos do produto/serviço.
Mas maquiagem √© algo desnecess√°rio, certo? √Č claro que √©. Ningu√©m precisa de maquiagem para viver, respirar e levar a vida. POR√ČM dentre as coisas que fazem parte da vida na Terra a maquiagem e os perfumes s√£o itens que t√™m todo um encanto para mim. Gosto de verdade. (√Č justo por isso que d√° para treinar ser forte: deixar de consumir o que voc√™ n√£o gosta √© f√°cil!)¬†Mas n√£o √© por isso que vou sair comprando tudo o que d√° vontade. Ningu√©m precisa de tanta coisa…
E foi num desses momentos mais introspectivos, por assim dizer, que reencontrei itens esquecidos aqui na minha cole√ß√£o de maquiagem! Esse batom “mate” da Vult foi uma dessas redescobertas bem agrad√°veis!
Estava encostado há tanto tempo que havia me esquecido do quanto essa cor é bonita! Um tom de rosa ultra vibrante, mas super usável e a cara do verão.

H√° alguns anos a Vult lan√ßou uma linha da batons mate e esse rosa √© de n¬ļ1 dessa linha. Mas coloquei a palavra mate entre aspas porque n√£o acho que seja mate de verdade. Trata-se de um batom cremoso, sem part√≠culas de brilho como s√£o os cintilantes, mas da√≠ a ser mate tem grande diferen√ßa.

Esse batom da Vult tem boa cobertura e colore os lábios de maneira macia e uniforme, já os batons mate são bem mais sequinhos e justamente por isso garantem durabilidades extraordinária nos lábios. A durabilidade do Vult é bem razoável.

Se quiser ver a diferença: aqui tem post do Kinda Sexy da Mac, e aqui post dos batons mate da Maybelline, todos com acabamento mate.

Na foto abaixo, amostra do batom na pele:

Lindo demais esse rosa! Usei a semana inteira toda feliz, como se fosse batom novo! Creio que a foto do batom nos lábios está mais fiel à cor real. O batom tem um fundo frio que não ficou evidente no swatch, mas em ambas as fotos dá para ver o brilho do acabamento cremoso desse batom.

Até fiz uma comparação com outro rosa lindo que adoro: o Chatterbox da Mac.

Amostras doVult Matte n¬ļ1 e¬†Chatterbox da Mac, respectivamente.

Antes de coloc√°-los lado a lado achei que fossem mais parecidos, mas n√£o. O Vult √© um rosa bem mais frio que o Chatterbox. Mas n√£o chega perto do Saint Germain, por exemplo, que √© ultra frio-azulado e demanda mais cuidado no uso. O n¬ļ1 da Vult combina f√°cil com v√°rios tons de pele e ocasi√Ķes.

Recomendo f√°cil f√°cil! E lembre-se de dar uma vasculhada nos itens parados. As vezes no meio de tanta coisa a gente esquece de usar produtos bem interessantes.

Postagens mais antigasInício

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *